5 perguntas para Luccas Priotto, fundador e diretor comercial da Elysia Energia Solar

Engenheiro de produção, Priotto está à frente de uma das principais empresas de energia solar da região sul do Brasil – neste post, ele fala um pouco mais sobre a história e o propósito da Elysia Energia Solar 

1 – Quais foram os trajetos da sua caminhada profissional até a criação da Elysia Energia Solar?

Sou formado em Engenharia de Produção pela PUC-RS e, desde que ingressei na universidade, pensava em aliar o conhecimento técnico de engenharia com aspectos ligados à administração. Por ter contato desde muito novo com o mundo do empreendedorismo, em função da minha família ter uma empresa há muitos anos, minha pretensão sempre foi de abrir meu próprio negócio. 

Antes de empreender, no entanto, tinha plena consciência de que precisava ter uma larga experiência dentro do mercado, de preferência em uma empresa multinacional, onde eu pudesse aprender e evoluir como profissional e pudesse ampliar minha visão de mundo. E foi o que aconteceu. Trabalhei por sete anos em uma indústria multinacional antes de fundar a Elysia. 

Antes de empreender, no entanto, tinha plena consciência de que precisava ter uma larga experiência dentro do mercado

Luccas Priotto, fundador e diretor comercial da Elysia

O embrião da Elysia surgiu nos meus últimos dois anos como funcionário da empresa, quando, junto do Augusto Rech, na época meu colega na empresa, iniciei os primeiros passos da montagem do negócio. Durante os primeiros momentos da Elysia, o envolvimento de amigos próximos foi fundamental para que a empresa iniciasse seu processo de consolidação.

2 – Como surgiu a ideia de criar uma empresa de solução completa em energia solar? E porquê Elysia?

A ideia surgiu do Augusto Rech, que já tinha se aprofundado no estudo de potencial do setor, especialmente após a publicação da resolução 472/2012, que inaugurou uma nova perspectiva para a energia limpa no Brasil. Percebemos, então, que era um mercado com enorme margem de crescimento. E o principal: que se tratava de um produto com propósito.  Começamos a fazer cursos, frequentamos palestras, estudamos e mergulhamos nesse universo da energia solar. Quando percebemos o potencial de transformação que a energia solar poderia ter na vida das pessoas, não tivemos mais dúvida de colocar em prática nosso projeto. 

Quando percebemos o potencial de transformação que a energia solar poderia ter na vida das pessoas, não tivemos mais dúvida de colocar em prática nosso projeto. 

Luccas Priotto, fundador e diretor comercial da Elysia

Sobre o nome, em si, fomos pesquisar um animal que fazia sua própria fotossíntese – isto é, que gerasse sua própria energia. E descobrimos a Elysia Chlorotica, um molusco do mar que, na fase adulta, devido a uma modificação no seu DNA, é capaz de realizar fotossíntese a partir da ingestão de algas. Ele é único animal capaz de gerar sua própria energia através do sol, algo que, até então, só pertencia ao mundo vegetal.

3 – Qual é a missão e quais os planos de crescimento da empresa?

Queremos ser parte fundamental e um dos pilares do crescimento do setor de energia solar no Brasil. E estamos fazendo isso com uma abordagem focada na satisfação do cliente, em tornar o cliente parte integrante de todas as etapas de concretização do sistema fotovoltaico. Ou seja, fornecemos, além de toda solução completa, uma experiência de vida ao cliente. Não estamos no mercado apenas para vender, e essa é uma filosofia permanente e incluída em toda a nossa equipe. Já somos uma das principais empresas do sul do país e miramos crescer ainda mais de patamar dentro da região.

Não estamos no mercado apenas para vender, e essa é uma filosofia permanente em incluída em toda a nossa equipe.


Luccas Priotto, fundador e diretor comercial da Elysia

4 – Quais são os atributos que tornam a empresa diferenciada no mercado de energia solar?

A marca registrada da Elysia é a entrega de um solução completa de energia solar. Mas procuramos ir além da excelência técnica, algo já consolidado pela empresa. Somos uma empresa com uma base de equipe muito jovem, que traz consigo um diferencial no cuidado e na abordagem de proximidade com o cliente. Nosso pilar de sustentação está nessa relação de afinidade e de satisfação do cliente. Nossa relação com o consumidor não termina com a instalação. Acompanhamos de perto o funcionamento do sistema durante toda sua vida útil, oferecendo o suporte necessário a qualquer momento.

Possuímos quase 300 projetos concluídos em solo gaúcho e catarinense. É um número significativo, que nos orgulha muito e nos coloca no patamar das grandes empresas do setor na região sul do país. 

Temos, também, uma atuação muito forte no pré-venda. A equipe da Elysia atua para tirar todas as dúvidas sobre a tecnologia. A empresa, hoje, é uma das maiores produtoras de conteúdo sobre energia solar do Rio Grande do Sul. Esse é um dos propósitos da Elysia, desde a sua fundação: ser mais do que uma empresa de soluções ambientais e atuar como uma difusora da sustentabilidade das mais diversas formas..

Estamos constantemente em busca de aprimoramento e qualificação da equipe. Além disso, buscamos sempre trazer para dentro da empresa as novidades que surgem no mercado de energia solar, em termos de equipamentos, eficiência de instalação, tecnologia, marketing, enfim, tudo o que, de alguma forma, vai impactar na vida do consumidor de energia solar

5 – Como você analisa o momento e o futuro da energia fotovoltaica no Brasil, especialmente no Rio Grande do Sul?

Temos certeza de que é um mercado sólido e que vai crescer. Aliás, para o bem do país, é necessário que cresça. O futuro do Brasil é partir pra ter de 8% a 10% da sua matriz de fonte solar. No Rio Grande do Sul, especialmente, a energia fotovoltaica tende a ser ampliada e a evoluir de forma significativa.

seta-more