Só a energia solar salva: saiba porquê as gigantes da Califórnia – como Apple e Google – estão investindo pesado na geração fotovoltaica

Geração fotovoltaica

À medida que as mudanças climáticas ameaçam tornar mais freqüentes as quedas de energia, empresas estão recorrendo a sistemas de geração fotovoltaica para não deixar de produzir

Na semana passada, milhões de californianos ficaram sem luz durante uma interrupção generalizada, que ocorreu por conta de um combate a incêndios. Mas essa queda de energia não abateu a produção da Stone Edge Farm, na cidade de Sonoma. Isso porque a vinícola está conectada a um sistema de produção movido a energia solar, que pode funcionar quando está desconectado da rede principal, da concessionária. Quando as luzes se apagam, a Stone Edge mantinha a sua adega, restaurante e outras operações em pleno funcionamento.

Como funciona a energia solar?

A vinícola é apenas uma das empresas da Califórnia – incluindo gigantes da tecnologia – que apostam na energia solar para evitar um prejuízo que pode chegar a bilhões de dólares em possíveis perdas de produtos, serviços e produtividade.

Faça um orçamento gratuito

Nos últimos anos, as empresas de tecnologia vêm divulgando seus esforços para adotarem medidas sustentáveis, tanto com a produção energia solar quanto com outras maneiras de compensação da emissão de CO2. A maioria das empresas do setor, atualmente, divulga relatórios anuais que registram seus lucros e a maneira como estão melhorando o mundo.

Geração fotovoltaica está na pauta das grandes empresas

A Apple, com sede em Cupertino, em seu mais recente relatório de sustentabilidade, diz que já converteu 100% de suas operações em geração de energia renovável. O Facebook, com sede em Menlo Park, comprometeu-se a atingir o mesmo objetivo até 2020, de acordo com seu relatório. O Google, com sede em Mountain View, também afirma em seu relatório de sustentabilidade que 100% de suas operações já são supridas com energia limpa.

Baixe o e-book inédito sobre energia solar

“Somente em 2018, experimentamos ondas de calor, incêndios florestais e inundações sem precedentes na Califórnia, juntamente com muitos outros eventos climáticos extremos ao redor do mundo”, afirmou o Google, em seu relatório. “Está claro que ações imediatas devem ser tomadas em escala global para que os impactos das mudanças climáticas sejam mitigados e revertidos”.

Embora os painéis solares não sejam novidade na Califórnia, as empresas precisam de um mecanismo de armazenamento e fornecimento conhecido como micro-rede, o que mantém a produção durante uma queda de energia. Isso provou ser altamente vantajoso para algumas dessas empresas, especialmente na última semana, durante a falta de energia provocada pelas concessionárias no norte da Califórnia, por conta do aumento dos riscos de incêndio.

Sistemas podem se tornar a espinha dorsal dos sistemas de backup no futuro

Michael Wara, diretor do Programa de Políticas Climáticas e Energéticas da Universidade de Stanford, estima que as interrupções na PG&E (concessionária de energia local) tenham um impacto econômico de US$ 1,8 bilhão. Segundo ele, a maioria das empresas ainda não “enfrentou totalmente a realidade do que acontecerá na Califórnia nos próximos 10 anos”, indicando que as quedas de energia deverão ser ainda mais frequentes.

A Apple é uma das poucas empresas de tecnologia de Cupertino com energia solar e tem a capacidade de utilizá-la em caso de emergência. A empresa alimenta sua sede com energia renovável, a maior parte gerada em seu próprio terreno. O restante da energia vem de uma usina solar que fica no Condado de Monterey. Ela alimenta sua sede por meio de painéis solares na cobertura, células de combustível de biogás e sistemas que gerenciam a maneira como a energia viaja pelo local.

Outras empresas de tecnologia da Califórnia incorporaram usinas solares nos projetos de suas sedes. São sistemas que podem se tornar a espinha dorsal dos sistemas de backup no futuro. A sede do Google em Mountain View possui mais de 9 mil painéis solares. A empresa é a maior compradora corporativa de energia renovável do mundo, de acordo com o relatório de sustentabilidade mais recente.

Enquanto isso, o Facebook diz em seu relatório que sua sede em Menlo Park é abastecida por 100% de energia renovável, incluindo painéis solares no telhado.

seta-more