Blog

História da energia solar: como surgiu essa tecnologia revolucionária?

História da energia solar - Elysia energia fotovoltaica porto alegre rio grande do sul

A história da energia solar fotovoltaica daria um livro. A energia solar é a conversão da luz do sol em eletricidade – hoje, já é chamada popularmente de energia fotovoltaica. Ainda que atualmente já existam estimativas de que a energia solar irá se tornar a maior fonte mundial de eletricidade em 2050, essa tecnologia tem origem há quase 200 anos. Nas últimas duas décadas, a energia fotovoltaica (PV) evoluiu de um nicho de mercado para ficar acessível a toda população.

Para falar da história da energia solar, precisamos voltai ao início do século 19. Nessa época, a luz solar já servia de fonte de energia para fazer fogo e aquecer casas e água. Um pouco depois, já no final dos anos 1800, o físico francês Alexandre Edmond Becquerel observou pela primeira vez o efeito fotovoltaico. Isso ocorreu enquanto Edmond realizava algumas experiências com eletrodos. Oficialmente, foi ele quem criou a energia solar p os registros levam a crer que isso ocorreu em 1839.

Como funciona (atualmente) a energia solar.

Desde a sua descoberta, a tecnologia foi vista, no geral, como uma tecnologia futurista, cujo uso se restringiria exclusivamente aos cientistas e suas pesquisas. Por possuir um alto custo inicial, a ideia era de que a energia proveniente dos raios solares não chegaria a ser utilizada de maneira geral.

Faça um orçamento gratuito.

Mas isso (ainda bem!) não e confirmou. Ao longo dos anos, avanços na pesquisa sobre o tema fizeram com que a energia solar fosse, aos poucos, difundida. Descobertas da ciência, inclusive, fizeram Albert Einstein ganhar seu primeiro Prêmio Nobel, no ano de 1923. Novas pesquisas foram responsáveis, também, pela concretização da energia solar como uma maneira real de produzir energia limpa.

Era moderna história da energia solar

Durante a era chamada era moderna da história da energia solar, que teve início em 1954, Calvin Fuller, um químico norte-americano, desenvolveu o processo de dopagem do silício. Fuller dividiu a sua descoberta com o físico Gerald Pearson, que melhorou o experimento. Pearson descobriu que a amostra exibia um comportamento fotovoltaico e partilhou a descoberta com Daryl Chapin.

As primeiras células fotovoltaicas produzidas tinham alguns problemas técnicos. Mas eles foram solucionados pela química. Isso quando Fuller dopou silício com arsênio e depois com boro, obtendo células que exibiam eficiências recorde. A primeira célula solar foi formalmente apresentada em uma reunião anual da National Academy of Sciences, em Washington. E anunciada numa coletiva de imprensa no dia 25 de Abril de 1954.

Nos últimos anos, as vantagens econômicas envolvendo a energia solar passaram a ter muito peso, além dos benefícios ao ambiente. O mercado de energia proveniente do sol também sofreu grandes quedas de preço de equipamentos. Isso resultou em acessibilidade na instalação de sistemas solares pela população. Com certeza, esses avanços foram muito além do que Alexandre Edmond, quem criou a energia solar, imaginou enquanto realizava seus primeiros experimentos com eletrodos.

Ainda não vivemos no ápice da história da energia solar. Por outro lado, os sistemas solares fotovoltaicos já oferecem diversas vantagens e representam uma excelente alternativa para a geração de energia em diversos lugares. Desde residências até grandes indústrias, a energia fotovoltaica já e uma realidade. E surge como alternativa para economia na conta de luz e contribuição para a preservação dos recursos naturais.

seta-more